Fases e objetivos de treinos indicam tipo de suplementação ~ Fanáticos Por Musculação

domingo, 18 de maio de 2014

Fases e objetivos de treinos indicam tipo de suplementação

Utilização frequente destas substâncias é indicada para atletas. No dia a dia, consumo deve ser pontual

Suplementar a alimentação nos exercícios físicos exige uma quantidade de nutrientes determinada e um tempo previamente estipulado, com início e fim em dias, semanas ou meses. “Há aquelas pessoas que têm um dia mais corrido, que não tiveram tempo de se alimentar corretamente e fazem um exercício pesado na academia. Para elas, a suplementação pode ser útil nesses dias”, explica o pesquisador Pablo Christiano Lollo.
O maior gasto calórico durante os exercícios físicos faz com que o corpo utilize mais energia, apontando a necessidade de proteínas e aminoácidos para o reparo e crescimento dos músculos. Aos atletas profissionais, alguns treinos exigem que se alcance uma quantidade de calorias que dificilmente seria atingida apenas com a alimentação.
“Há diferentes tipos de suplementos para diversas fases de treino e objetivos. Jogadores de futebol podem necessitar de períodos de ganho de massa muscular ou perda de peso após a recuperação de uma lesão. Da mesma forma, atletas de endurance tomam suplementos para melhorar o estado de alerta, e reposição das perdas minerais pelo suor após 10 horas de um evento esportivo”, exemplifica Janaina Goston, sub-coordenadora de atendimento ambulatorial nutricional de atletas no Centro de Treinamento Esportivo da UFMG.
Mesmo entre os atletas, a quantidade varia conforme o esporte. De acordo com o Guia de Suplementos, organizado pela coordenadora do departamento de Nutrição da Universidade Positivo, Priscila Dabaghi, a Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte (SBME) atletas de força (1,6 a 1,7g proteínas/kg/dia) necessitam de maior quantidade de proteína que os atletas de resistência (1,2 a 1,6g/kg/dia).
“O triáthlon exige que a pessoa fique mais tempo praticando, em uma intensidade mais alta, com maior desgaste. Para ele, pode ser indicada a suplementação, assim como para professores de academia, que dão aulas de spinning, hidroginástica”, afirma o pesquisador Lollo.
O ritmo dos treinos diários, de três horas e meia a quatro horas, fez com que o praticante de natação Matheus Souza, da academia Gustavo Borges, optasse pelos suplementos de proteína, aminoácidos BCAA e de carboidratos, a maltodextrina. A necessidadeera de manter o peso, que sempre ficava abaixo do ideal e agora os suplementos se modificam conforme o calendário de provas e os exames físicos feitos regularmente.

Entre os treinos, a administradora Renata Tortelli toma o suplemento de aminoácidos de cadeia ramificada BCAA e, antes de começar os exercícios, conta com a ajuda do suplemento de carboidrato D-Ribose, todos indicados pela nutricionista. A mudança na dieta com os suplementos alimentares começou há duas semanas, junto com o aumento do ritmo dos treinamentos, que realiza na academia Cia Athletica, para a Meia Maratona de Curitiba, que será em junho.




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

OBRIGADO Por seu comentário!